Promotoria de Justiça realiza audiência pública na Câmara de Altos

Promotoria de Justiça realiza audiência pública na Câmara de Altos

Promotoria de Justiça realiza audiência pública na Câmara de Altos Aconteceu na manhã desta terça-feira, 26, no auditório da Câmara Municipal de Altos, uma audiência pública com o tema “Siga em frente com segurança”. O projeto, encabeçado pelo Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça de Altos, tem o objetivo de trazer melhorias para o trânsito do município. A audiência contou com as presenças de diversas autoridades, inclusive de vereadores do município, que fizeram sugestões de medidas e destacaram os requerimentos que já foram apresentados na casa a respeito do tema em discussão. Representantes das áreas de segurança também participaram do evento. De acordo com o Inspetor da PRF, Dielson Sousa, a polícia sempre estará à disposição para atuar nos dois vieses primordiais, tanto na parte educativa como na parte da fiscalização. “A atitude encabeçada pelo promotor de justiça é louvável. Logo, logo a gente espera colher frutos positivos dessa audiência. A PRF reforça sua disponibilidade e espera trabalhar de forma coordenada com os órgãos envolvidos nesse projeto”, enfatizou o inspetor. O promotor Maurício Gomes, que está a frente do projeto, avaliou como excelente a audiência, que contou com representantes de diversos setores da sociedade. Para ele, o objetivo principal do projeto é preservar vidas. “Queremos trabalhar por essa mudança de cultura para que motociclistas usem capacete, ou seja, é uma mudança pela vida. Quando a pessoa usa capacete, ela está preservando sua vida, está preservando a sua família. Além disso, está garantindo efetivamente uma qualidade de vida para toda a sociedade.”, explica o representante do Ministério Público. Em sua participação, Maurício Gomes ainda enfatizou os desdobramentos que um acidente de trânsito pode acarretar para toda a sociedade. “Em uma queda sem capacete é muito provável que a vítima vá para o HUT, por exemplo, ocupe uma vaga, e outra pessoa que não ande de moto poderá precisar deste leito, mas este estará ocupado. Portanto, é uma situação desagradável que poderá gerar uma série de problemas, afetando toda a sociedade”, destacou o promotor. Além de representantes da PRF e da Câmara Municipal de Altos, também participaram da audiência autoridades da Polícia Militar (21° BPM/Altos); Escola Piauiense de Trânsito; Secretário Municipal (Poder Executivo) e sociedade em geral.